Novidades

As primeiras comunidades cristãs

Série de Textos de Estudos Bíblico 12ª: As primeiras comunidades cristãs

Jesus ressuscitou, enviou o Espírito Santo e agora é a hora e a vez das testemunhas. Ao redor dos “ditos” e da “memória” de Jesus sob orientação dos discípulos, com um olhar nas Escrituras do Primeiro Testamento e outro nos Acontecimentos a Igreja vai tomando forma, escutando o que o Espírito diz as comunidades nascentes, vão pregando, evangelizando, catequizando. A partir das leituras dos  Atos 2,42-47;  4,32-35 e 10 [34-48] tecemos a última reflexão do nosso estudo dos Evangelhos e Atos, para os grupos de evangelização, crisma e grupos de jovens.

As primeiras comunidades cristãs

Contextualização

            Jesus ressuscitado enviou o Espírito Santo e agora é a vez dos discípulos. Ambos se fazem presente na vida deles e da Igreja de outro modo, pela fé. E o trabalho do Reino pelo qual Jesus deu a vida precisa continuar. Era a hora e vez da Igreja sob a orientação do Espírito Santo.

            Já ali mesmo após a pregação de Pedro em Pentecostes nasce uma comunidade, a de Jerusalém. Depois a Palavra vai fazendo o seu caminho pelas cidades da Ásia Menor, da África até chegar ao velho continente, a Europa. E no coração do império nasce a Igreja em Roma. Mas isso foram anos afio de pregação, de idas e vindas, de sol a chuva, de esconde-esconde, de testemunho e martírio. A Palavra fez caminho.

            No livro dos Atos temos um relato dos primeiros anos da primeira geração cristã. E o que vemos? Vemos uma Igreja viva, testemunha, serviçal, corajosa e destemida. Entre um relato e outro, como podemos ver nas leituras acima, temos alguns elementos da nova vida que viviam: eram assíduos aos ensinamentos dos apóstolos; se reuniam nas casas; frequentavam o templo para as orações coletiva; tinham os bens em comum; partiam o pão da Eucaristia com alegria; eram assíduos na vida de oração; e todo o povo estimava os cristãos pelo seu exemplo de vida e seguimento a Jesus. Assim a Igreja vai crescendo.

            O que chamava a atenção das pessoas para a vida cristã?

            Uma fé que dava testemunho de Jesus; uma vida marcada pela solidariedade, pela fraternidade, pela irmandade, pela justiça; e uma espiritualidade profunda alimentada pela Oração e pela Palavra relida sobretudo nas Escrituras judaicas (Antigo Testamento) sob novo enfoque e com novo olhar a partir da pessoa e da pratica de Jesus. Inclusive dessa releitura nasce a nova Escritura Segundo Testamento.

            Em pequenos grupos sem chamar muito atenção da sociedade, os cristãos davam testemunho de Jesus, aprendiam seus ensinamentos, colocavam em pratica e, isso fazia a diferença. Por isso mesmo eram estimados pelo povo.

            Mas, nem tudo foram flores, em muitas comunidades houve conflitos por muitos motivos, entre eles, os “maus costumes” dos novos convertidos; a influência de costumes judaicos e sua interpretação da lei que queriam impor sobre os demais; intrigas pelo poder e status. Os desafios foram muitos, mas não tiraram o brilho do ser cristão e do seguimento a Jesus.

            Assim, a Igreja entrou nos séculos afora com a força que o Espírito lhe concedia por meio da Palavra; e hoje, passados dois mil anos, também nós entramos nessa história dando testemunho de Jesus para o nosso tempo, deixando para as gerações futuras a continuidade dessa mesma história.

            No decorrer do tempo muita coisa aconteceu, umas boas outras ruins, mas tudo isso não tirou o brilho de ser cristão, de ser Igreja. O Espírito veio e vem desde o começo em socorro da Igreja e a tem guiado, tem nos ajudado naquilo que é essencial.

E assim muitas vezes voltamos às fontes, sob a escuta do Espirito. Foram muitas vezes a volta às origens, volta as fontes primeira para não perdermos o rumo; e o essencial, cujo livro sempre norteou nossa pratica foi e é as Sagradas Escrituras como as temos hoje.

 Para aprofundar

  1. Quais os principais elementos que caracterizava a vida cristã na primeira geração, segundo os Atos dos Apóstolos?
  2. Como, pelo que vimos nos textos, o Espírito se mostrava presente na vida da Igreja?
  3. Pesquisar e ler a Carta a Diogneto. Ver como se comportavam os cristãos em tempos de perseguição no Império Romano e como a Sociedade os via.
  4. Pesquisar a história da Igreja nos cinco primeiros séculos da Igreja, com destaque para a Patrística. Pesquise sobre a Patrística.

1 Comment on As primeiras comunidades cristãs

  1. Artigo para se aprofundar
    Abraços

Deixe uma resposta