Novidades

sinóticos

Olhar Sinótico: As mulheres no sepulcro

Por: Sebastião Catequista Nossa leitura da perícope das mulheres no sepulcro quando da morte do Senhor e sua ressurreição tem como demostrar a riqueza sinótica quanto aos fatos, numa releitura de fé. A ressurreição não constitui um fato nos moldes da concepção da história moderna e muitos menos se pode provar diretamente seus indícios, a não ser pela forma indireta com o olhar da fé. A ressurreição é um dado de fé que não é perceptível à razão e sim à fé, e essa mesma fé, interfere na história criando e recriando a história. Não é assim, por exemplo, a [ Continue lendo]

Olhar Sinótico: Transfiguração

Por: Sebastião Catequista O texto da transfiguração do Senhor na tradição de Mateus está ligado aos eventos anteriores, onde em diálogo com os discípulos, Jesus lhe fala das condições do seguimento, e do anúncio da paixão, o primeiro anúncio (Mt 16,21-23). Desse modo, a perícope estudada já de antemão dar uma ideia da mensagem: revelação de Jesus como o enviado de Deus e superador das tradições (lei e profecia) judaicas contemporânea ao mesmo tempo que cumpre o espirito da mesma. Então, o que vemos em Mateus? Mateus, já no início, assim com Marcos e Lucas, liga esta [ Continue lendo]

Olhar Sinótico: Primeira Multiplicação dos Pães

Texto: Bíblia Pastoral Online Por: Sebastião Catequista Os evangelhos Sinóticos têm em comum o episódio da multiplicação dos pães. Segundo Mateus e Marcos, há em seus escritos dois relatos do mesmo fato (Mt 14, 13-21 e 15,32-39; e Mc 6,30-44 e 8,1-10), porém, com olhares e enfoques diferentes, conforme a teologia de cada evangelista e o contexto eclesiológico de seus ouvintes e destinatários. Aqui, tecemos algumas notas de reflexão sobre o que comumente é conhecido como “primeira multiplicação dos pães”.             Em Mateus, após a prisão de João Batista [ Continue lendo]

Olhar sinótico: A vocação dos discípulos

             Por: Sebastião Catequista O relato do chamado dos discípulos nos evangelhos sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas) não só conta a história de como os primeiros seguidores do Senhor começaram a segui-lo, mas também nos remete a realidade das comunidades para as quais foi escrito. No relato há claramente duas realidades simultâneas como testemunho e apelo para o leitor se decidir por Jesus. Aliás, quando o Senhor vem ao nosso encontro, não somos nós que O escolhemos, mas é Ele que toma a iniciativa, e nos escolhe por primeiro.             Para os [ Continue lendo]

Evangelhos Sinóticos

Por: Sebastião Catequista Introdução:               O que é “evangelho” e o que são os “evangelhos sinóticos”? Evangelho é uma palavra grega “euanggelion” que significa “boa notícia”, “boa nova”. “Evangelhos” de outro modo, no plural, designa os livros de Mateus, Marcos, Lucas e João. Entretanto, o termo “evangelhos sinóticos” designa apenas os evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. São chamados assim, pelas semelhanças dos textos uns dos outros, mas que diferem pela sua teologia peculiar a cada evangelista. E sinótico? A palavra vem da [ Continue lendo]

Jesus: homem.

Caro internauta, Jesus é Deus, confessa a Igreja. Mas, para chegar a essa confissão de fé foi um longo processo. Os livros dos evangelhos nos dão testemunho desse processo. Neste artigo, tecemos uma pequena reflexão nesse sentido: Jesus humano que traz consigo um mistério: Deus. Ele é da parte de Deus. É Deus mesmo em forma humana, o mais perfeito dos humanos. Senão, vejamos! Segundo os evangelhos sinóticos, quando Jesus apareceu no palco da história, já era adulto, homem feito (cf. Mt 3, 13; Mc 1, 9; Lc 3,19-22s), mas não só isso, Jesus se apresenta como todo bom judeu, um [ Continue lendo]