Novidades

vida

Jesus, sentido de vida

            Nascemos, crescemos, vivemos e moremos. É essa a sentença que em determinado momento de sua vida você recebeu e aprendeu provavelmente na educação escolar. Mas, para nós cristãos ela soa dura, inflexível, sem sentido, caduca. É o mesmo que dizer que a vida não tem sentido. Não é à toa que há muitas vidas sem sentido e vazias buscando ser preenchidas. E encontram em “ilusões” algo para a preencher, mas acaba cedo ou tarde, se dando conta de que não passou de pura ilusão. E você? Durante toda a sua infância você recebeu amor, proteção, [ Continue lendo]

Erros e Pecados

Cometemos muitos erros, é verdade. Mas, os erros que na vida cometemos os cometemos porque queríamos acertar, arriscando um caminho, uma opção, uma hipótese, construindo uma solução porque tínhamos a impressão de que acertaríamos; ou erramos por não saber, não conhecer e foi total inocência nossa; ou erramos porque fomos displicentes ou desejamos que fosse assim, por pura impulsividade sem medir as consequências de nossos atos. Erramos e erramos feio!             Com o nosso erro aprendemos que todo ele tem consequências. Umas leves, outras graves e outras [ Continue lendo]

A oração dos Salmos

            Os Salmos são a oração do povo de Deus, por excelência. De que trata os salmos?  Da vida e da morte; do cotidiano; do trabalho; dos afazeres do lar; das lutas e derrotas; das conquistas e vitórias; do ódio e do amor; da vingança e da justiça; da injustiça e proteção; da esperança e da eternidade; do nascimento e do cuidado com a vida; com a natureza; do homem e da mulher; da criança, do jovem e do idoso; as dores e de Deus; das incertezas e da perenidade.             Não há nada da vida humana que não esteja contemplado nos salmos. Todo [ Continue lendo]

Mensagem de Páscoa 2016

A Igreja em todo mundo canta unida o seu Senhor nesta noite santa em que da morte Ele passou à vida. É páscoa do Senhor! Assim creem os cristãos, assim dão testemunho pelo mundo; e no cotidiano da vida nessa fé renovam as esperanças e têm forças para superar obstáculos e desafios, porque o Senhor da vida é nossa Vitória. Nesta noite Santa, céus e terra se encontram numa linda poesia cantando a vida em seu sentido e significado mais profundo para a Existência. Nesta Noite Santa, fazemos memória da páscoa judaica e cristã de Jesus de Nazaré, o Cristo Senhor, o crucificado [ Continue lendo]

Evangelho de João: místico e espiritual.

            Este ano de 2015 a Igreja propõe para o Mês da Bíblia (Setembro) a leitura, meditação e estudo do evangelho de João. O pano de fundo para esta proposta de leitura é o discipulado e a missão na perspectiva do Projeto de Evangelização “O Brasil na missão continental” – projeto esse que nos põe toda a Igreja em estado de missão segundo a realidade e contexto atual onde a mesma está inserida. Diante das intempéries da sociedade e um “Jesus” água com açúcar que tem muito por aí, como Igreja, somos interpelados a dar testemunho de Jesus de [ Continue lendo]

Sepulcro vazio

                É fato o que se dizia nas escolas desde muitos anos do século passado: a gente nasce, cresce, reproduz e morre. Esse enunciado um tanto vazio, frio, sem sentido e um tanto cruel fora ensinado a muitos de minha geração.                 Por esse ensinamento, a vida fica destituída de sentido; a história humana esvaziada de significado; e tudo aquilo que foi construído ao longo dos séculos, ridicularizado, elevado a condição do nada.                 O autor do Eclesiastes (2-3), antes de Cristo, via a vida como um instante de [ Continue lendo]

Milagre

            Milagre é algo que supõe fé. Porém, falando de um ponto de vista das leis da física, milagre é reverter uma situação cujas leis universal seria impossível e verossímil. Entretanto é algo intrigante, constatado pela ciência moderna, porém, sem nenhuma explicação.             No caso da fé, do campo do sagrado, o milagre é possível e tem sua origem na Origem das origens: Deus. Deus mesmo é que de algum modo interfere nas leis universal e reverte uma situação de morte para uma situação de vida. Nada se sabe do porque e como isso acontece, [ Continue lendo]

Como Deus ama?

            Como Deus ama? Qual a sua forma de amar? Em que consiste o fundamento desse amor?             Deus ama. Este fato por si só é desconcertante, mistérico e tão sem e com sentido que tudo o que se disser ainda é pouco ou quase nada, ao mesmo tempo que é inaudito e paradoxal.             Deus ama. E o fato de amar cria-nos a própria Existência do nada. Entretanto, em se tratando de Deus, o “nada” já constitui o instante da própria existência.             Deus ama. E porque ama devota ao objeto amado toda devoção; e seu [ Continue lendo]

A vida venceu a morte! Eis o significado pascal e a palavra final

Páscoa, passagem da escravidão para a liberdade (êxodo); do velho homem/mulher para o novo homem/mulher (cartas paulinas); da morte para a vida (apocalipse). Páscoa de Jesus (ressurreição)! Páscoa dos cristãos (escaton, parusia)! É nesse contexto que entendemos que a palavra final não é desesperança, morte, mas justamente o contrário: a eternidade e perenidade da Existência. Eis o significado mais profundo da páscoa. A morte é só parte do processo e não detém a vida. No fim, a vida é a palavra final. Jesus ressuscitou, venceu a morte, eis a páscoa; a Existência perdeu a [ Continue lendo]

A morte de Jesus gera a caducidade da morte.

Que sentido tem a morte? Que sentido tem a morte de Jesus? A morte é a certeza de todo mortal, tanto quanto a vida. A qualidade, o significado e o sentido da vida só são possíveis saber, após tê-la vivido intensamente. Com Jesus foi assim. Por isso a morte caducou, e n’Ele ela não tem mais sentido. E por quê? Por que o seu amor a superou, a tornou caduca, sem sentido, porém, não sem função, ainda. E qual a sua função nesta vida terrena? Eternizar a vida, fazer a vida ser eterna. Eterna sob outro aspecto cujos sentidos humanos não conseguem captar em sua totalidade visto [ Continue lendo]

Jo 20, 19-31: A cegueira do Mundo

O maior acontecimento da história humana e de tudo criado já aconteceu, não vai mais acontecer. Porém custa ao mundo crer, porque sua miopia é de outra ordem: da falta de fé. Explico! Certa vez um grande padre teólogo, mas de uma humildade quase extrema (?!), pois, se bem me lembro, ele é doutor e formado em tudo que é “logia”, sem contar que é colaborador de um desses órgãos internacionais de pesquisa (notícia que soube de terceiros entre outras, que corre entre aqueles que lhe foram alunos, inclusive eu) e, que por isso mesmo, sabe do que tá falando. Pois, bem, um certo [ Continue lendo]

Ele está pra chegar!

Há muito e muito tempo que apregoam os profetas da ilusão que esse mundo, precisamente o nosso mundo, estaria caminhando para a destruição. Forças conspiram contra a vida planetária e os destinos da humanidade. Seria Deus? Há quem acredite que ele estaria por trás desses eventos. Seria isso sua justiça em ação, uma vez que nos deu oportunidades inclusive através da ação redentora de seu filho bendito de sermos salvos; e que é chegada a hora e não haverá como escapar. Eis o que diz ou crer aqueles que ceticamente se apoiam numa religião que parece não ter bom senso. É muito [ Continue lendo]

Corpo e Alma são inseparáveis

               Origem e história do modelo antropológico binário (dualista) – separando alma e corpo              A origem deste modelo nada tem a ver com a revelação bíblica, mas, sim, com uma religião pagã do século VII ª C , a assim chamada “Religião Órfica da Trácia”, na Grécia antiga. A partir desta origem, a concepção binária ou dualista do homem passou por toda uma história de evolução e adaptação, até finalmente se fixar também no cristianismo. Desde os primeiros séculos da era cristã, essa concepção se tornou o modelo [ Continue lendo]

O Espírito Santo: Seus dons e frutos.

Espírito Santo é o nome próprio da terceira Pessoa de Deus. À Ele, como também ao Pai e o Filho, prestamos culto de adoração e o servimos por toda a vida. Conhecemos o Espírito Santo através de sua ação no mundo, na igreja e na vida dos crentes que ao ouvir-lhes o sussurro, age por sua ação comedida. O termo “Espírito” traduz o termo hebraico “Ruah” que está associado a sopro, vento. Em grego o termo é “Pneuma” cujo sentido também está associado a “espírito” e por isso mesmo, ao vento, o ar em movimento. O Espírito Santo nas Escrituras nos é apresentado [ Continue lendo]

Unção dos Enfermos

Por: Maria do Socorro Santos Este Sacramento é para os que estão com doenças graves e algum risco de morte. É para dar ao cristão a força de amar a Deus e ao próximo mesmo na hora da dor e diante da morte. É também para confortar e aliviar os sofrimentos. Também perdoar os pecados e ajudar a recuperar a saúde. Hoje podemos constatar que é um Sacramento pouco conhecido e pouco valorizado. Infelizmente, para muitos cristãos, este Sacramento lembra morte próxima, e o padre é visto como socorro de última hora e não como o mensageiro de saúde e de conforto. Graças ao Concilio [ Continue lendo]

Jo 12, 20-22: Queremos ver Jesus

Os gregos ouviram falar de Jesus. Sua fama se espalhou. Alguns gregos prosélitos, por algum motivo foram em busca de ver Jesus. Encontram André e Filipe, discípulos do Senhor. Pronto, o encontro foi arranjado. A atitude dos gregos supõe fé no Deus dos pais, Javé; eles eram prosélitos e ouviram falar da pessoa e do agir de Jesus (Jo 6, 37-38). Jesus é a definitiva manifestação de Deus no meio do povo (Hb 1, 1-4; Jo 5, 39.43a). Ele nos fala do Pai, de seu amor por nós. Ele age como age o Pai (Jo 5,19-20; 7, 16-18; 8, 25-29; 14, 5-11). Ver Jesus não significa para nós, hoje, [ Continue lendo]

A Morte e a Ressurreição pela Parapsicologia

Pessoal, publicamos aqui, a entrevista do Padre Oscar Quevedo, tirando do site cujo fonte vocês encontrarão o link abaixo. É muito bom, boa leitura. Por: Oscar G. Quevedo S.J Pergunta: O senhor falou que a alma não se separa do corpo, então o que acontece com ela após a morte? Se o corpo vai para o cemitério. Primeiro, há que demonstrar-se que temos alma. Temos alma? Temos! De 1934 para cá, nos Estados Unidos, a Escola Norte Americana de Parapsicologia (microparapsicologia de laboratório) . De 1953 para cá, em todo o ocidente, a Escola Européia, para esta tiro o chapéu. (Uma [ Continue lendo]

Deus existe, é real!

Mas em que consiste? Nada sabemos, a não ser daquilo que foi conservado pela Igreja e é doutrina de fé. Deus é real. Existe. Ele próprio é a Origem das origens. Sua Natureza é de ordem diferente de tudo o que existe e mesmo assim, nos é próximo, amoroso, cuidadoso e axial. Nada do que existe ou venha existir lhe é igual ou semelhante em natureza. Ele é único e como disse a Origem de toda origem. Não existe nada antes dele, acima dele, abaixo dele, a frente dele, superior a ele ou em essência como ele ou com ele. Ele é único. Totalmente Diferente, totalmente Outro, totalmente [ Continue lendo]

A Ressurreição.

A fé cristã tem como elemento primordial e fundante a páscoa da ressurreição do Senhor.  A mensagem da páscoa é clara e objetiva: a vida é a palavra final. A vida continua de outro modo definitivo e pleno. Como é esse outro modo nada sabemos; toda e qualquer especulação e descrição do mesmo é pura fantasia e devaneio intelectivo; porém isso não significa que não podemos refletir. Falemos, pois, da ressurreição da páscoa do Senhor enquanto vida e vida plena. Ela nos dá uma certeza: a vida continua. Como chegamos a essa conclusão? Quais as provas e argumentos? A [ Continue lendo]

Jo 3,14-21: Jesus é Luz!

No evangelho desse quarto domingo da quaresma temos alguns elementos bastante complexo para nossa reflexão: aí encontramos o amor de Deus que nos dá o que de melhor tem para provar que nos ama e nos quer bem; ao mesmo tempo esse objeto de amor do Pai nos é exigente divisor de lados: a luz ou as trevas; e por fim, temos a questão da verdade absoluta na qual todo homem um dia se questionará e se posicionará perante ela. O amor que emana de Deus por nós é incondicional. Ele toma a iniciativa e vem ao nosso encontro, esteja onde estivermos e como estivermos. Ele não mede esforços para [ Continue lendo]

As dez pragas do Egito

Pessoal, esse artigo é resultado de algumas pesquisas que fiz aqui na internet. O conteúdo é interessante. É mais um contribuição para a compreensão do texto.Vale apena conferir. As pragas tiveram por fim levar Faraó (e toda a estrutura que fabricava a opressão) a reconhecer e a confessar que o Deus dos hebreus era o Deus da vida e do povo, e que seu Projeto era diferente do projeto do Egito e Canaã dos opressores. 1 – Águas em [ Continue lendo]

Carta a Diogneto

No início do século III aparece esta carta de autor desconhecido, onde se louva a beleza do ideal cristão. Os cristãos não diferem dos demais homens pela terra, pela língua, ou pelos costumes. Não habitam cidades próprias, não se distinguem por idiomas estranhos, não levam vida extraordinária. Além disso, sua doutrina não encontraram em pensamento ou cogitação de homens desorientados. Também não patrocinam, como fazem alguns, dogmas humanos. Mas, habitando, conforme a sorte de cada um, cidades gregas e bárbaras, é acompanhado os usos locais em matéria de roupa, [ Continue lendo]

Mc 1, 9-11. O batismo de Jesus

Experiência excepcional foi para Jesus o seu batismo. Nada consta desse momento a não ser, do que se é dito nos evangelhos, sob diversas matizes teológicas. Sem sombras de dúvidas, esse momento nos diz muito, a nós e as comunidades primitivas: é a partir desse momento que Jesus toma para si, enquanto adulto, aquela preocupação primeira e única em sua vida, o Reino. Nada sabemos de suas experiências interiores, místicas, e de descobertas sobre Deus e seu querer, entretanto, sabemos que, o batismo constitui para Jesus entre tantas outras experiências a mais paradoxal do encontro do [ Continue lendo]

Gênesis 3

            Esse capitulo 3 do Gênesis está provavelmente situado no contexto do período do rei Salomão, no século X a.C. Contudo sua redação e releitura situa-se no período do exílio no século VIII a.C.  Ele é de tradição Javista. Nele encontramos “por trás das palavras”  a situação do povo nas corvéias (escravidão) do grande rei. É uma releitura para responder as seguintes perguntas: De quem é a terra (éden)? Porque fomos expulsos dela? Quem nos enganou e nos fez quebrar a Aliança? Porque sofremos as conseqüências (hoje, longe de casa, violência, [ Continue lendo]

Êxodo: a travessia passo a passo, o caminho se faz!

“Êxodo significa saída. O tema do êxodo possui profundo sentido teológico, pois revela que o Senhor é o personagem central da história. Ele está presente nos acontecimentos como libertador que supera o poderoso concorrente, o faraó do Egito. Qual a época histórica do êxodo do Egito? Calcula-se que ele ocorreu por volta de 1250 a.C, durante o domínio do poderoso faraó Ramsés II que reinou por 67 anos. Houve, na verdade, vários êxodos. Um grupo foi expulso (cf. Ex 13,17), outros fugiram (cf. Ex 14,15). O êxodo do grupo que saiu sob liderança de Moisés foi o mais importante [ Continue lendo]

Êxodo: é preciso partir.

Êxodo significa saída. É partir de um lugar para outro. No caminho há desafios, descobertas, aprendizado, conquistas, esperanças; e uma nova forma de compreensão da vida. Na Bíblia, o êxodo é o grande movimento que faz sair da escravidão para a liberdade. Sair da “casa da escravidão” para a “terra que corre leite e mel”. Sua existência e força carregam um sentido teológico, muito mais que um apenas “sair de” e “entrar em”, denota algo profundamente axial e existencial. É mais que um movimento revolucionário, que meramente uma “escravidão”. Para a [ Continue lendo]
1 2