Novidades

método

Pedagogia catequética: nossas práticas cotidianas

Por Sebastião Catequista Todo ano, nós que fazemos a Catequese planejamos, nos preparamos e damos início as atividades catequéticas junto aos nossos catequizandos. Em nossos planejamentos (re) elaboramos os temas e conteúdos de nossos encontros, passeios, momentos orantes, pensamos a vivência dos tempos fortes da vida eclesial e, nos preocupamos com alguns detalhes cotidianos: músicas, dinâmicas, material didático a serem usados, instrumentos que facilitam os trabalhos como por exemplo, os aparelhos modernos (iPhone, Smartphone, Tablet, projetor, TV, redes sociais), etc. Tudo isso é [ Continue lendo]

Lectio Divina – I: História.

            A “Lectio Divina” é uma expressão usada para designar uma prática antiga da Igreja: a Leitura Orante da Bíblia. Essa prática consiste, sobretudo, em quatro elementos, a saber: a leitura, a meditação, a oração e a contemplação. Por esse caminho experienciamos a partir da leitura e do seu confronto com a vida, a presença e a ação de Deus. Não é algo mágico, muito menos intelectivo ou uma ideia, ou mesmo até algo de extraordinário e sobrenatural, não, não, não. Mas, é algo muito simples, singelo, profundo e mistagógico. Ou seja, aprendemos a [ Continue lendo]

Lectio Divina – II: Como praticar.

             São Cipriano de Cartago aconselhava a Donato: “Sê assíduo tanto à oração como a leitura. Ora falas tu com Deus, ora fala Deus contigo” (Ad Donatum, 15).             Santo Ambrósio de Milão escreve: “A Deus falamos quando oramos, a Deus escutamos quando lemos suas palavras.” (De Afficiius Ministrorum, 1,20,88).             A lista de testemunhas sobre a Lectio Divina é extensa. Mas, na prática como se faz a Lectio Divina? De que é composta?  Basicamente ela é composta de quatros elementos: leitura, meditação, oração e [ Continue lendo]

A Prática da Invocação do Nome

Continuação do artigo anterior: A Forma de Invocação  do Nome. “Esperarei em teu Nome” (SI 52,9) 6. A invocação do Nome pode ser praticada em qualquer lugar e a qualquer momento. Podemos pronunciar o Nome de Jesus nas ruas, no local de nosso trabalho, em nosso quarto, na Igreja etc. Podemos repetir o Nome enquanto andamos. Além do uso livre do Nome, não determinado ou limitado por alguma regra, parece-nos indicado consagrar certos momentos e locais à invocação “regular” do Nome. Quem estiver adiantado nesta forma de oração pode prescindir de tais [ Continue lendo]

A Forma da Invocação do Nome

“Jacó perguntou-lhe: ‘Revela-me, por favor, teu Nome’. E ele disse: ‘Por que perguntas pelo meu Nome?’ E ali mesmo o abençoou” (Gn 32,29). Podemos invocar o Nome de Jesus em diversos contextos. Cada pessoa há de encontrar a forma mais apropriada à sua oração individual. Contudo, qualquer que seja a forma usada, o coração e o centro da invocação devem ser o próprio santo Nome, a palavra Jesus. Aí reside toda a força da invocação. O Nome de Jesus tanto pode ser invocado sozinho como estar inserido em uma frase mais ou menos desenvolvida. No [ Continue lendo]

Métodos de Leitura Bíblica

Em poucas linhas comentamos e apresentamos de modo suscito o que é um método de estudo bíblico e como podemos praticá-lo facilmente em nossos estudos e aprofundamento bíblico. E isso sempre prescindido do bom senso, oração e fé, bem como contando com a experiencia de mais de mil anos da Igreja, quando se trata de ler e interpretar a Bíblia. 1- O que é um método e para que serve? O método é um caminho que percorremos quando lemos um texto, ou fazemos qualquer outra atividade. O método tem o objetivo de ajudar a fazer as coisas. Ler, de modo que possamos compreender e aplicar o [ Continue lendo]

Passos Metodológico para uma Catequese de Adulto: 10 Perguntas e 10 Respostas

Neste artigo apresentamos algumas propostas para a catequese com adulto. São algumas linhas, orientações para quem deseja começar a trilhar esse caminho. Em 10 perguntas e com 10 respostas, está sugestões e experiências. Boa leitura. Como começar um grupo de Catequese de Adulto No geral, o grupo nasce da necessidade de aprofundar a fé cristã por parte de alguns fiéis que já despertaram para uma vivência mais comprometida ou que sentem necessidade da mesma. Outrossim, quando motivado por alguma campanha ou ação pastoral da Igreja local. Também pode ser que nasça de um grupo [ Continue lendo]

Como faço para “Fazer um encontro de Catequese”?

 Volta e meia, nos encontros de formação dos catequistas, nos deparamos com perguntas onde está evidente uma questão pedagógica e metodológica: como fazer o encontro de catequese com os meus catequizandos? Dai, entendo que tanto os iniciantes como os veteranos têm dificuldades de aplicar o método de interação fé e vida, e desconhecem a prática do ensino. É claro que catequistas não são professores e não precisam necessariamente ter formação ou ser formado em pedagogia ou magistério, e nem deveriam, uma vez que, na catequese, apesar de haver transmissão de conhecimentos, [ Continue lendo]