Novidades

Jesus

A ressurreição de Jesus

A ressurreição de Jesus é o ato fundante da fé cristã. A partir dos textos de Marcos 16, 1-8; Lucas 24,13-35; 1Coríntios 15,1-28. Tecemos essas linhas de reflexão para os grupos de jovens, de crisma, de evangelização, de círculos bíblicos, aprofundarem o tema. A ressurreição de Jesus Contextualizando             A ressurreição de Jesus é um dado de fé. Jesus ressuscitou – essa é a afirmação convicta da fé cristã. Através da ressurreição de Jesus podemos compreender o sentido da vida que Ele é.             Na história humana não há [ Continue lendo]

A morte de Jesus

A morte de Jesus na ótica da fé é redentora e salvadora. Olhando pelo contexto histórico foi assassinato e testemunho. Mas, porque Jesus morreu, se nos Atos dos Apóstolos (2, 22s) nos diz que ele viveu fazendo o bem? A quem importaria sua morte? Que forças estariam conspirando sua morte e porque? A partir da leitura dos textos de Mateus 15,20b-39;  João 19,28-42;  Atos 2,22-24 tecemos essas linhas de estudo e oração para os grupos de catequese de jovens, adultos e círculos bíblicos. A morte de Jesus Contextualizando             Jesus morreu relativamente jovem, com 33 [ Continue lendo]

Os milagres de Jesus

Seguindo a série de nossos estudos para os grupos e movimentos, tecemos neste estudo uma reflexão e introdução ao carisma taumaturgo de Jesus. Ou seja, a partir dos textos de Lucas 11,14-21; Mateus 15, 29-31; e Marcos 5, 21-43, conheceremos o lado “milagreiro” de Jesus e o sentido de seus milagres. Os milagres de Jesus Jesus prega, ensina e cura. Jesus é lembrando no meio do povo pelas muitas curas que fez. O povo via em Jesus não uma espécie de “curandeiro”, mas uma presença benfazeja, uma presença profética com poderes curativos (cf. Lc 7,16). Ele é o “dedo de [ Continue lendo]

Os ensinamentos de Jesus

Jesus é Mestre. Todos os textos bíblicos mostram isso. Ele ensinou, sabe ensinar e ensina com autoridade. Não fez faculdade, não fez o curso do ensino médio, técnico ou científico, mas sabia e sabia que sabia. Muitos dos seus ouvintes se questionaram: “De onde vem tanta sabedoria?”. E mais, o que ensinava? Do que falava seus ensinamentos? A partir dos textos de Mateus 13,1-9; Marcos 7,14-23; Lucas 6,20-49, tecemos esse texto para o estudo sobre os ensinamentos de Jesus. Os ensinamentos de Jesus Jesus andou no meio do povo fazendo o bem. Curou a muitos, perdoou pecados, [ Continue lendo]

Os discípulos e discípulas de Jesus

Os discípulos e discípulas de Jesus foram pessoas do povo que também como o povo esperavam o Reino de Deus e seu Messias. De algum modo todos foram chamados por Jesus e responderam o seu sim por acreditar que nele havia algo de Deus. De fato, não o sabiam explicar mas era forte sua intuição a respeito do Nazareno. Partindo dos textos de Mateus 4,18-22; Marcos 3,13-19; Lucas 8, 1-3; 10, 1-11; e João 1,35-51 tecemos esse comentário vocacional e testemunho de fé. Os discípulos e discípulas de Jesus Jesus prega o reino de Deus no meio do povo. Isso é evangelho – boa notícia. [ Continue lendo]

A pregação de Jesus

A pregação de Jesus foi o início de um novo tempo. O que Jesus prega? Para quem? Como reagiram os seus contemporâneos? A partir dos textos de Marcos 1, 14-15.21-22; Lucas 4,16-24; Mateus 4, 23-25, tecemos esse texto para estudo dos grupos de jovens, de crisma e evangelização. A pregação de Jesus Jesus prega ao povo, lhe tem algo a dizer. Como vimos nos textos acima, ele depois de ter recebido o batismo de João, ter escutado o profeta, ter se preparado para a missão, com a força do Espírito começou a pregar ao povo. E sua pregação é simples: “Cumpriu-se o tempo e o Reino de [ Continue lendo]

A sociedade da época de Jesus

Tendo Lucas 3,1-2 como “pano de fundo” em nosso segundo texto da série de estudos bíblicos para grupos de crisma, de jovens, de círculos bíblicos e rezas nas famílias, tecemos o tema da sociedade na época de Jesus. Como viviam, como compreendia os tempos de Deus que estava por vir? Como Jesus compreendeu esse momento? Eis o queremos refletir nesse texto. A Sociedade da época de Jesus             Jesus viveu numa sociedade. A sociedade é a forma como o povo se organiza e vive seus destinos. Na sociedade do tempo de Jesus havia grupos políticos e religiosos; [ Continue lendo]

O povo de Deus

Tendo por base os textos de Deuteronômio 7,6-10 e 1.Pedro 2,9-10 tecemos nesse artigo essa pequena reflexão de estudo sobre o povo de Deus. O texto que segue sugiro como utilização sobretudo para grupos iniciantes de crisma, estudos bíblicos, grupos de rezas nas famílias, etc. O Povo de Deus           O “povo de Deus” é uma expressão que designa tanto o povo de Israel bíblico como os cristãos de todos os tempos.             Quem é esse povo? Como se faz para pertencer a ele? Qual a sua identidade e missão?             O povo de Israel tem como [ Continue lendo]

Os irmãos de Jesus

            Jesus teve irmãos? O que nos diz os textos bíblicos? Como o entenderam a tradição eclesial posterior?             No Novo Testamento a palavra “irmãos” tanto tem conotação com “parentesco” consanguíneo; como conotação “social” ligado a clã, tribo, nação. E Jesus mesmo estende o substantivo irmão para o grupo de seus seguidores, dando a entender que são irmãos de “ideal de vida”. Assim, por exemplo, os cristãos são chamados de irmãos cerca de cento e sessenta vezes em todo o Novo Testamento.             Mas, no que [ Continue lendo]

Jesus, sentido de vida

            Nascemos, crescemos, vivemos e moremos. É essa a sentença que em determinado momento de sua vida você recebeu e aprendeu provavelmente na educação escolar. Mas, para nós cristãos ela soa dura, inflexível, sem sentido, caduca. É o mesmo que dizer que a vida não tem sentido. Não é à toa que há muitas vidas sem sentido e vazias buscando ser preenchidas. E encontram em “ilusões” algo para a preencher, mas acaba cedo ou tarde, se dando conta de que não passou de pura ilusão. E você? Durante toda a sua infância você recebeu amor, proteção, [ Continue lendo]

Erros e Pecados

Cometemos muitos erros, é verdade. Mas, os erros que na vida cometemos os cometemos porque queríamos acertar, arriscando um caminho, uma opção, uma hipótese, construindo uma solução porque tínhamos a impressão de que acertaríamos; ou erramos por não saber, não conhecer e foi total inocência nossa; ou erramos porque fomos displicentes ou desejamos que fosse assim, por pura impulsividade sem medir as consequências de nossos atos. Erramos e erramos feio!             Com o nosso erro aprendemos que todo ele tem consequências. Umas leves, outras graves e outras [ Continue lendo]

Maria Madalena

Maria Madalena é objeto de atenção em nossos tempos. Numa livraria se pode encontrar vários livros que alegam expor “a verdade” sobre esta discípula do Senhor. Entretanto, as especulações sobre ela não passam de “meras especulações sem sentido”. Especialista sérios são de opinião que, Maria Madalena, segundo a Bíblia e a Tradição (mesmo as tradições marginais) tem em especial atenção, não pelo que se afirmam dela por aí, mas por sua dedicação, amor e serviço de discípula ao Senhor. As comunidades cristãs primitivas a tem como grande testemunha do Senhor e [ Continue lendo]

Evangelhos Sinóticos

Por: Sebastião Catequista Introdução:               O que é “evangelho” e o que são os “evangelhos sinóticos”? Evangelho é uma palavra grega “euanggelion” que significa “boa notícia”, “boa nova”. “Evangelhos” de outro modo, no plural, designa os livros de Mateus, Marcos, Lucas e João. Entretanto, o termo “evangelhos sinóticos” designa apenas os evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. São chamados assim, pelas semelhanças dos textos uns dos outros, mas que diferem pela sua teologia peculiar a cada evangelista. E sinótico? A palavra vem da [ Continue lendo]

Mensagem de Páscoa 2016

A Igreja em todo mundo canta unida o seu Senhor nesta noite santa em que da morte Ele passou à vida. É páscoa do Senhor! Assim creem os cristãos, assim dão testemunho pelo mundo; e no cotidiano da vida nessa fé renovam as esperanças e têm forças para superar obstáculos e desafios, porque o Senhor da vida é nossa Vitória. Nesta noite Santa, céus e terra se encontram numa linda poesia cantando a vida em seu sentido e significado mais profundo para a Existência. Nesta Noite Santa, fazemos memória da páscoa judaica e cristã de Jesus de Nazaré, o Cristo Senhor, o crucificado [ Continue lendo]

Jesus: homem.

Caro internauta, Jesus é Deus, confessa a Igreja. Mas, para chegar a essa confissão de fé foi um longo processo. Os livros dos evangelhos nos dão testemunho desse processo. Neste artigo, tecemos uma pequena reflexão nesse sentido: Jesus humano que traz consigo um mistério: Deus. Ele é da parte de Deus. É Deus mesmo em forma humana, o mais perfeito dos humanos. Senão, vejamos! Segundo os evangelhos sinóticos, quando Jesus apareceu no palco da história, já era adulto, homem feito (cf. Mt 3, 13; Mc 1, 9; Lc 3,19-22s), mas não só isso, Jesus se apresenta como todo bom judeu, um [ Continue lendo]

Evangelho de João: místico e espiritual.

            Este ano de 2015 a Igreja propõe para o Mês da Bíblia (Setembro) a leitura, meditação e estudo do evangelho de João. O pano de fundo para esta proposta de leitura é o discipulado e a missão na perspectiva do Projeto de Evangelização “O Brasil na missão continental” – projeto esse que nos põe toda a Igreja em estado de missão segundo a realidade e contexto atual onde a mesma está inserida. Diante das intempéries da sociedade e um “Jesus” água com açúcar que tem muito por aí, como Igreja, somos interpelados a dar testemunho de Jesus de [ Continue lendo]

Creio em Jesus Cristo.

            Neste artigo queremos nos dirigir a você que busca algo básico sobre o “conhecimento de Jesus Cristo” como nos diz o apostolo Paulo. De fato, Jesus é de Deus, a segunda Pessoa da Santíssima Trindade. Dele nos fala muitos textos das Sagradas Escrituras.  Para uma pessoa que está em busca de o conhecer mais, de modo que deseja dá o seu sim por toda vida, dando testemunho de Jesus, é preciso que saiba pelo menos, o mínimo sobre Ele. Principalmente se você está  se preparando para receber o Sacramento da Crisma. Hoje, são muitas as pessoas que sabem da vida [ Continue lendo]

Sepulcro vazio

                É fato o que se dizia nas escolas desde muitos anos do século passado: a gente nasce, cresce, reproduz e morre. Esse enunciado um tanto vazio, frio, sem sentido e um tanto cruel fora ensinado a muitos de minha geração.                 Por esse ensinamento, a vida fica destituída de sentido; a história humana esvaziada de significado; e tudo aquilo que foi construído ao longo dos séculos, ridicularizado, elevado a condição do nada.                 O autor do Eclesiastes (2-3), antes de Cristo, via a vida como um instante de [ Continue lendo]

“Quem é essa que avança como aurora…”

Amigo internauta, no livro Cânticos dos Cânticos ou Cantares do Primeiro Testamento, no capítulo 6, verso 10 está escrito: “Quem é essa que surge como aurora, bela como a lua, brilhante como o sol e terrível como exército com bandeiras erguidas?” (Nova Bíblia Pastoral) e cuja interpretação e leitura cristã moderna, nós a aplicamos a Maria, mãe de Jesus. Sim, inclusive há um hino bem popular que, provavelmente você já o tenha escutado, traz essa realidade e sentimento que seus devotos e filhos cantarola vez outra.             De fato, olhando a história das [ Continue lendo]

Maria, a intercessora.

É sabido por todos que Maria, mãe de Jesus, tem fama de milagreira e intercessora. Basta ver os santuários, aparições, e testemunhas de seus filhos mais devotos, alguns inclusive bem exagerados nesse quesito. Mas, quem não o seria? Também muitos de nós, religiosos ou não, somos excessivamente exagerados ao ponto de cometer o cumulo de atitudes algumas das mais sem sentido para não falar bizarra e estupidas com nossos ídolos atores de cinema, novelas, e cantores populares dos mais diversos ritmos da música e cultura brasileira. O dito pelo não dito, todos temos lá nossos [ Continue lendo]

Uma mulher, uma criança e o dragão.

Amigos internautas, hoje, nossa reflexão e contemplação tem como texto bíblico o Apocalipse 12. A história é conhecida: uma mulher gravida, um dragão a lhe perseguir, uma ajuda do céu através do anjo, a derrota do dragão e a proteção da mulher, etc.             Durante muito tempo essa mulher foi identificada com Maria, Nossa Senhora. Mas, se olharmos bem, e consultarmos a teologia bíblica e as recentes pesquisas veremos que não. Como assim?             O texto segunda uma exegese séria, mostrará que, o texto é uma releitura do capítulo 3 do livro de [ Continue lendo]

Evangelho de São Mateus

Por: Narciso Neves de Farias, teólogo e biblista* Autor, Obra, data, Comunidades O texto foi escrito entre os anos 70-90. Segundo R. A. Monasterio, os evangelhos  são escritos anônimos que foram reunidos no início do II século. O título (kata) segundo  o evangelista Mateus vem da época em que os escritos foram reunidos, pois, inicialmente, os autores não deram nenhum título (p. 17, 2006).  O trabalho de transcrição e tradução do texto teve continuidade pelos séculos, dentro de um processo complexo de transmissão da tradição, chegando-se no século XVI a se deparar com [ Continue lendo]

Maria: primeira cristã, mãe da Igreja: Quarto relato.

Caro internauta, começamos essa série de artigos sobre Nossa Senhora, contemplando os textos bíblicos que os primeiros cristãos e evangelistas conservaram de Maria, a mãe de Jesus, ouvinte e praticante da Palavra. Vimos em alguns textos evangélicos sua coragem, atitudes, sofrimento e sua fé; lemos como foi ouvinte, praticante, mãe e discípula fiel. Os primeiros cristão, e assim o entendeu os redatores dos evangelhos cujos textos citamos, que Maria estava repleta e cheia de graça, da graciosidade das bondades e amor de Deus. Entenderam que ela recebeu o maior título desde então, [ Continue lendo]

Maria, sofredora e solidária no sofrimento: Terceiro relato.

Caro internauta, amigo leitor, esse é o nosso terceiro artigo em que contemplando o texto bíblico sobre Maria, a mãe de Jesus, nossa querida Nossa Senhora, como é chamada carinhosamente pelo nosso povo, e com razão, me debruço sobre o terceiro retrato deixado pelas comunidades cristãs e registrado pelo evangelista João: Maria, sofredora e solidária com os que sofrem. Em Jo 19, 25-27, temos o retrato de Maria, que sendo mãe de Jesus sofre comovidamente por ser mãe, discípula ouvinte e praticante da Palavra de Deus, principalmente encarnada em Jesus, que naquele momento está na [ Continue lendo]

Maria Servidora: Segundo relato.

            Caro leitor e internauta, continuando nossa reflexão sobre Nossa Senhora dentro das Sagradas Escrituras no Segundo Testamento, o fazemos em quatro partes usando o termo “retratos” para designar o que a memória das comunidades conservou sobre nossa Senhora. Pois, bem, no artigo anterior falávamos do primeiro retrato conservado pelas comunidades: Maria mãe de Jesus, corajosa e cúmplices do plano de Deus com o seu Sim. Neste segundo retrato, o evangelista Lucas em 1,39-56, nos diz de Maria, mãe de Jesus: Ela é Servidora. Está atenda às necessidades das pessoas [ Continue lendo]

Maria, mãe de Jesus: Primeiro relato.

Caro leitor deste artigo e internauta, como o título diz, falo a você sobre Maria, não de qualquer Maria, mas de Maria mãe, mãe de Jesus e da Igreja. E para tal, me apego a Bíblia, e partilho com você alguns textos que a comunidade primitiva guardou de sua presença e ação quando entre nós esteve.             Esses textos nos dizem muito do que já no século primeiro, pensava os cristãos sobre ela e que testemunho deixaram para nós. Vejamos.             Em Lc 1, 26-38; temos dela um relato bem preciso. Nesse texto, a Maria é anunciada o plano de Deus e lhe [ Continue lendo]
1 2