Novidades

contexto

Primeira Carta aos Tessalonicenses: Contexto e leitura

Ser cristão na cidade grande – um desafio hoje Introdução     A primeira carta de Paulo aos Tessalonicenses é o primeiro escrito do Segundo Testamento, escrita por volta do ano 51 depois de Cristo. É a primeira carta autêntica das sete escritas pelo próprio Paulo (as outras são: Romanos, Gálatas, 1 e 2 Coríntios, Filêmon e Filipenses). Nesta carta, o autor expressa sua alegria pela perseverança da comunidade, que é modelo para as igrejas da região Macedônia, bem como responde aos seus questionamentos quanto a parusia (a volta de Jesus) e a exorta na santidade em meio [ Continue lendo]

Evangelho de Mateus

Neste artigo, trazemos alguns elementos e informações para ajudar na leitura do evangelho de Mateus contextualizado. Boa leitura. Mateus e seu Evangelho Mateus também conhecido por Levi (9,9; Mc 2,14; Lc 5,27-29) é cobrador de impostos, considerado pelos fariseus e doutores como pecador. Seu nome em hebraico significa: “Dom de Deus”. Com este significado entendemos que a comunidade é um dom de Deus para os pobres, perseguidos, humilhados, doentes, pecadores e marginalizados. Mateus escreveu seu Evangelho lá pelos anos 85/90 d.C, quando as comunidades enfrentavam dificuldades de [ Continue lendo]

Gênesis de 1 a 11

            Os relatos de Gn 1 a 11 não constituem fatos “históricos”, mas são leituras da historia a partir da fé num contexto de exílio e choques culturais entre o povo de Israel e os povos do Oriente Antigo. Muitos cristãos infantilizados na sua percepção religiosa têm dificuldades para entender a “verdade” quando se deparar com uma leitura contextualizada desses textos, e reagem de modo grosseiro, meio que “protestante”, expondo-se ao ridículo.             Com clareza e abertura de coração meditemos nessas linhas, alguns traços da verdade [ Continue lendo]

O Império Romano: contexto para a leitura de Marcos

Por: Rivânia Ferreira de Morais A mensagem de Jesus se dá dentro do contexto de exploração do Império Romano. Como funcionava o império? Eis alguns retalhos do contexto, de como funciona a máquina de dominação romana: Roma domina vários países através de seu exército fortemente armado, transforma reis em prisioneiros de guerra, e através de sua política dominadora vai construindo um grande Império. Em 63 (a. C.) domina toda a Palestina à custa de violência, terror, e impõe a todo este povo um sistema de exploração, de escravidão. Também introduz sua herança cultural de [ Continue lendo]