Novidades

Lc 4,18-19. O programa de Jesus – III: “Eu vim para dar vista aos cegos”

Por: Padre Guilherme Gomes*

“Eu vim para dar vista aos cegos”, acrescentou Jesus em seu discurso de auto apresentação na sinagoga de Nazaré.
Devolver a vista aos cegos, para Ele, não significa simplesmente sua capacidade de recuperar cegos do ponto de vista puramente físico como no caso dos cegos de Jericó (cf. Mt 20,29-34) mas, sobretudo, a cegueira da mente, a cegueira espiritual que é mais grave e perigosa que a cegueira física. Foi que ela arrancou dos lábios de Jesus esta expressão contundente contra os fariseus: “Jesus disse então: “É para um julgamento que eu vim a este mundo: para que os que não veem vejam, e os que veem se tornem cegos”. Ouviram isto alguns dos fariseus que estavam com ele e perguntaram-lhe: “Por acaso também nós somos cegos?” Respondeu-lhes Jesus: “Se fôsseis cegos, não teríeis pecado; mas porque dizeis: ‘nós vemos’, vosso pecado permanece”.” (cf. Jo 9,39-41; Mt 23,16.17.33). Foi também ela que levou Jesus a derramar lagrimas ao contemplar Jerusalém rebelde à sua mensagem: “Chegando mais perto, Jesus viu a cidade e chorou sobre ela, dizendo: “Ah! se ao menos neste dia tu também compreendesses como encontrar a paz! Mas isto agora está oculto a teus olhos. Porque dias virão sobre ti em que teus inimigos te cercarão de trincheiras, investirão contra ti e te apertarão de todos os lados. Eles te destruirão junto com teus moradores que estiverem em teu meio e não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não reconheceste o tempo da visita de Deus!” (cf. Lc 19, 41-44).
É essa cegueira espiritual que faz muita gente prosseguir nos desmandos sexuais apesar de saber que essa prática prejudica a si e aos seus parceiros. Mas, fecham os olhos, fazem que não veem e prosseguem fazendo besteira. É também a cegueira mental que leva tantos governantes deste mundo a fazerem guerra sabendo que não é a solução. E por ai vai… Essa cegueira mental tem feito muito mal à humanidade. Jesus veio libertar o homem dela mediante sua mensagem sanadora. Mas o ser humano preferiu continuar em sua cegueira. Daí o desastre. Aquele que prefere caminhar cego que se cuide, pois o resultado final vai ser terrível para ele: condenação eterna. Não acredita nisso? Problema seu! “Quem nele crê não é condenado. Mas, quem não crê, já está condenado, porque não creu no nome do Filho unigênito de Deus.” (cf. Jo 3,18).

_____________________________________

  • Padre, monsenhor emérito da Paróquia Nossa Senhora do Monte Carmelo. Há muito anos trabalha junto a população pobre da paróquia. Na coluna Lectio Divina com sua autorização, publicamos suas meditações sobre Lucas  capítulo 4, verso de 18 a 19,  para apreciação de nossos leitores. Visite seu blog: Blog do Padre Guilherme

Deixe uma resposta