Novidades

A Bíblia e os Manuais de Catequese

leituraOs documentos Catequese Renovada (CR) e o Diretório Nacional de Catequese (DNC) entre outros, afirmam ser a Bíblia o principal livro de instrução e manuseio na Catequese. Contudo, existe uma quantidade muito grande de manuais e roteiros advindos da pratica cotidiana das dioceses e paróquias, publicados e postos à venda nas melhores livrarias católicas. Todos esses materiais são ricos de dinâmicas, hinos, explicações, boas reflexões e aprimorada experiência de quem os tem vivenciado. Contudo, e mesmo assim, não se justifica deixar a Bíblia no segundo plano, e nem mesmo substituir-Lha por tais e ricos materiais. O que fazer? Como usar os manuais/roteiros sem deixar a Bíblia em segundo plano? É preciso deixar de lado essas outras ferramentas? Não necessariamente, mas, vai muito do catequista e de que importância ele dá à Bíblia, e isso, vai depender de sua formação e sua relação para com ela. Entretanto está aberto e lançado o desafio.

É preciso entender que, a catequese seja na paróquia ou comunidade necessita de uma organização mínima, de um roteiro temático adequado à realidade, a coordenação/catequista precisa conhecer e usar o método de interação fé e vida (ver, iluminar, agir, celebrar), precisa conhecer bem ou pelo menos ter as noções básicas da Bíblia e sobre a Bíblia, conhecer a doutrina básica da igreja, e procurar desenvolver a tarefa catequética o mais simples e eficaz possível. É o mínimo que se exige de um catequista/coordenação e da ação pastoral catequética.

Nessa ação, são prioridades a mensagem bíblica e o catequizando ouvinte em vista da adesão a fé, à vida comunitária e o testemunho no mundo.

Daí em nossa ação priorizar a Bíblia. Todo manual ou roteiro é bem vindo, porém nunca deve tomar o lugar da Bíblia.

Como sugestão, convido você leitor a vê (ler) outras matérias em nosso site sobre o assunto em suas diversas abordagem. Obrigado.

Deixe uma resposta